Tire dúvidas sobre calibragem de pneus

Calibrar com nitrogênio deixa os pneus mais equilibrado.
Especialista responde a dúvidas enviadas pelos internautas.512352135

Um pneu bem calibrado garante mais segurança na hora de dirigir e ajuda a reduzir o consumo de combustível. A calibragem errada pode não só comprometer a segurança dos ocupantes do veículo como também prejudicar o desempenho do automóvel. Muitos internautas enviaram perguntas sobre calibragem e outros temas relacionados à manutenção dos pneus do veículo. Veja abaixo a resposta de algumas perguntas enviadas.

De quanto em quanto tempo os pneus devem ser calibrados?

– Ney Sales

O correto é calibrar os pneus a cada 15 dias. Sempre com pneus frios, ou seja, tendo rodado no máximo 3 quilômetros. A pressão deve ser sempre a recomendada pelo fabricante do veículo, que em alguns carros esta fixada na porta do motorista. Se não for o caso, no manual está descrita a pressão adequada. Vale lembrar alguns cuidados a serem tomados pelos motoristas, que são o balanceamento e alinhamento a cada cinco mil quilômetros e o rodízio de pneus que deve ser feito a cada 10 mil quilômetros.

Qual a diferença entre a calibragem com nitrogênio e com ar comprimido? Qual é a melhor?

– Carlos Medeiros
Calibrar o pneu com nitrogênio é uma ótima alternativa. Esse gás mantém a pressão do pneu mais constante e se ocorrer alguma alteração na pressão, ela será bem pequena. A grande vantagem do nitrogênio é que ele não altera seu volume drasticamente, o que ocorre bastante com o ar comprimido. Este, por sua vez, tem em sua composição a umidade elevada. Assim, quando aquecido ocorre evaporação e, em conseqüência, o aumento da pressão. Já o nitrogênio mantém a calibragem correta por mais tempo, facilitando a vida do motorista que vai precisar verificar a pressão menos vezes, se comparado ao uso do ar comprimido. O resultado disso é que o pneu pode sofrer menos desgaste, já que a pressão se manterá dentro dos limites estabelecidos pelo fabricante.

O grande problema do ar comprimido é que com as alterações de pressão o pneu sofre deformações, indo da falta de ar ao excesso em um curto espaço de tempo. Essas constantes transformações causam desgaste prematuro. O uso do nitrogênio é muito empregado em competições, em que a performance exige precisão de segundos. Mas vale ressaltar que a manutenção do pneu é que garante sua longevidade, ou seja, mesmo com nitrogênio a inspeção da pressão é necessária, embora em tempos mais espaçados.

Onde encontro nitrogênio para calibrar os pneus? Os postos de gasolina não possuem esta alternativa?

– Magno
São poucos os postos de combustíveis que oferecem o nitrogênio. É mais fácil encontrar em lojas especializadas, principalmente os representantes credenciados por algum fabricante de pneu.

Calibrar em lojas de pneus é melhor do que em postos de combustíveis?

– Sérgio Pereira, SP

Nas grandes redes especializadas em serviços automotivos os calibradores de pneus são melhores sim, pois possuem uma regulagem mais precisa. Os postos de combustíveis são uma alternativa, mas são poucos que contam com equipamentos ajustados e com funcionamento adequado. Em parte esses equipamentos são danificados por usuários, que não fazem a menor questão de zelar pelo patrimônio alheio. Desse modo o proprietário de um posto de combustível não faz questão de manter um bom equipamento para seus clientes, já que em algum momento vai aparecer alguém para estragar.

O que é preciso fazer para trocar a calibração de ar comprimido para nitrogênio? Em caso de emergência, um pneu calibrado com nitrogênio pode ser completado com ar comprimido?

– Flávio
O correto é esvaziar todo o pneu de ar comprimido e para depois passar a usar o nitrogênio. Se os pneus do seu carro estiverem com nitrogênio e precisar em uma emergência completar com ar comprimido, a dica é a mesma. Esvaziar todo nitrogênio para só depois encher o pneu com ar comprimido. Porém é bom esvaziar o pneu com o carro no macaco, afim de não estragar as laterais do pneu quando estiver completamente vazio, devido ao peso do veículo.

3246326

É preciso fazer a cambagem na frente e atrás do veículo?
– Joá Pereire, de Santos
Conforme o modelo de construção do automóvel é necessário fazer a cambagem na dianteira e traseira. Não são todos os carros, mas alguns exigem esse serviço.
O que é cambagem positiva?

– Sérgio Tavares
Esse é o termo para designar a inclinação positiva das rodas, ou seja, é quando as rodas estão inclinadas para fora do automóvel. Já a cambagem negativa é quando as rodas estão inclinadas para dentro do veículo.

Utilizar pneus de marcas ou tamanhos diferentes pode comprometer o desempenho do carro?
– Antonio
Se for uma situação de emergência, é possível utilizar pneus com desenhos diferentes, mas com medidas diferentes nunca, principalmente a altura. Isso é um pecado para a transmissão do carro. Lembre-se de quando for efetuar a substituição o ideal é que os quatro pneus sejam todos de uma mesma marca, mas principalmente que sejam de um mesmo modelo (desenho), com as mesmas características. Caso a opção seja pela substituição de apenas dois pneus, eles devem obrigatoriamente estar no mesmo eixo a fim de se evitar problemas de geometria e comportamento do carro.

Tem algum problema utilizar pneu recauchutado?
– Carlos Antunes
Essa é uma opção bem pessoal. Muitas vezes os motoristas são atraídos por preços convidativos, mas antes de optar por pneus recauchutados ou remanufaturados é bom ficar atento, pois existem empresas que não prezam pela qualidade e colocam produtos que oferecem perigo. Para ter mais segurança nessa opção de compra, verifique se consta o CNPJ da empresa que reformou o pneu estampado na lateral do pneu. Lembre-se que um serviço desse malfeito pode colocá-lo em sérios riscos, uma vez que o pneu poderá estourar com o automóvel em movimento.

Fonte: Ricardo Lopes da Fonseca / Especial para o G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *